Informativos Jurídicos

SulAmérica é alvo de sindicância do Conselho de Medicina da Bahia por conta de prática que pode lesar pacientes

SulAmérica é alvo de sindicância do Conselho de Medicina da Bahia por conta de prática que pode lesar pacientes

O Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) instaurou sindicância em resposta à denúncia feita pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) contra o descredenciamento em massa de oftalmologistas e a implementação do “capitation” pelo plano de saúde SulAmérica Companhia de Seguro de Saúde. O registro foi apresentado ao presidente da instituição, Otávio Marambaia dos Santos.

O sistema de “capitation” consiste em abuso da operadora de saúde que promove o agrupamento de atendimentos em alguns fornecedores de serviços para reduzir custos. No caso denunciado, a medida adotada pela SulAmérica concentra a assistência a 95% dos usuários da operadora de saúde em uma única rede de clínicas oftalmológicas.

O acordo foi fechado com base na expectativa de ganho escala: Independentemente do número de pacientes atendidos, o valor pago será o mesmo, sendo que o honorário definido previamente é mais baixo que o praticado no mercado. Por essa lógica, quanto menos pacientes forem atendidos, maior será o lucro do prestador.

De acordo com o CBO, com a mudança, os demais consultórios oftalmológicos credenciados responderão por apenas 5% da demanda. Este sistema tem prejudicado a qualidade da assistência na saúde suplementar, bem como ferido o Código de Ética Médica. Estima-se que a modalidade implique em dificuldade de acesso de pacientes à assistência e em prejuízos para tratamentos de doenças crônicas, que exigem acompanhamento contínuo.


Deixe um comentário

Compartilhar artigo nas redes sociais

Outras publicações

Empresa se retrata sobre uso irregular de logomarca do CBO, após notificação extrajudicial da entidade Informativos Jurídicos

Empresa se retrata sobre uso irregular de logomarca do CBO, após notificação extrajudicial da entidade

Justiça de MG mantém proibição a optometrista para fazer diagnósticos e prescrições de tratamentos oftalmológicos Informativos Jurídicos

Justiça de MG mantém proibição a optometrista para fazer diagnósticos e prescrições de tratamentos oftalmológicos

CBO discute com Ministério Público do Tocantins limites para atuação de optometristas Informativos Jurídicos

CBO discute com Ministério Público do Tocantins limites para atuação de optometristas

Você precisa estar logado para acessar essa página

FALE COM O CBO