Congresso

Tema oficial do CBO 2021

Tema oficial do CBO 2021
Na manhã da sexta-feira, 22 de outubro, aconteceu o lançamento do Tema Oficial do CBO 2021, que foi dividido em dois volumes, Oculoplástica e Oncologia Ocular.
 
José Beniz Neto, presidente do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, comentou que desde 1983 o CBO entrega à comunidade oftalmológica o livro cujos temas são escolhidos para levar atualização aos especialistas. "Estas obras são de extrema relevância para o exercício da nossa profissão. Nos anos iniciais, os assuntos eram mais voltados a questões acadêmicas. Mas hoje intercalamos com temas sociais. É de grande relevância o engajamento dos colegas que dedicaram tempo para um assunto tão importante. É emocionante ver uma obra tão qualificada sendo entregue à nossa comunidade", relatou durante a solenidade. 
 
O volume de Oculoplástica, que tem 125 capítulos e teve a participação de 21 coordenadores e 147 autores (nacionais e internacionais), contou com a relatoria de André Luís Borba e Roberto Murilo Limongi.  Um diferencial do material é o acervo inédito de 145 vídeos cirúrgicos. Ao passar pelas figuras com código de barras, basta o leitor ler o código com o celular para ter acesso, automaticamente, ao vídeo relacionado. "Realmente o grande diferencial são os vídeos que são bastante didáticos e ajudam muito na oculoplástica, que é muito visual", afirmou Borba. "A Oculoplástica vem crescendo exponencialmente e tornou-se primordial a sua atualização. Não foi simples nos juntarmos com oncologia ocular. Mas depois vimos que se nos uníssemos poderíamos criar uma obra muito completa e especial", completou Limongi.
 
Já o volume de Oncologia Ocular teve como relatores Eduardo Ferrari Marback e Zélia Maria da Silva Corrêa. Participaram da elaboração desta obra, que está dividida em 43 capítulos, 89 autores. "No Brasil, poucas pessoas têm treinamento em oncologia e patologia ocular. Já em países como os Estados Unidos, a base dos programas de residência é patologia ocular. A obra tem a parte clínica e também muitas explicações a respeito de patologia ocular", ressaltou Marback. 
 
Outro ponto abordado pelo médico é que os bons livros de oncologia ocular são americanos. E a realidade deles não é a mesma que a nossa. "Quando participamos de congressos internacionais, os tumores de pálpebra e superfície são colocados no dia em que muitas pessoas já foram embora por não ser um tema que fora do Brasil tenha tanta relevância. Já aqui isso é extremamente importante pela nossa questão geográfica. Temos muitos tumores gerados por causa da exposição ao ultravioleta, fato que traz uma regionalização para o Brasil", explicou.  "No livro, fiquei muito feliz de ter o prefácio assinado por Clelia Erwenne, grande difusora da oncologia ocular no Brasil", completou. 
 
Zélia Correa concluiu ressaltando a relevância de participar do projeto do Tema Oficial. "Nossa especialidade nunca foi brindada com o livro, e esta obra importante mostra a maturidade da oncologia ocular", revelou. "Foi uma experiência muito produtiva", finalizou. 
 
 
Fonte:
Revista Universo Visual
Autor
Christye Cantero

Deixe um comentário

Compartilhar artigo nas redes sociais

Outras publicações

Chapa 1 vence a eleição do CBO Congresso

Chapa 1 vence a eleição do CBO

Refração na Era Digital Congresso

Refração na Era Digital

Cerimônia de abertura do CBO 2021 Congresso

Cerimônia de abertura do CBO 2021

Você precisa estar logado para acessar essa página

FALE COM O CBO