Oftalmologia em Notícias

SEGURANÇA DA VISÃO - Foliões devem estar atentos à saúde dos olhos durante o Carnaval, alerta Conselho Brasileiro de Oftalmologia

SEGURANÇA DA VISÃO - Foliões devem estar atentos à saúde dos olhos durante o Carnaval, alerta Conselho Brasileiro de Oftalmologia

Entidade divulgou orientações de como proteger os olhos contra queimaduras químicas, traumas oculares e infecções durante as festas de fevereiro.

Os blocos que invadem as ruas em todo o País podem ser o passaporte para alegria e também para os riscos de problemas oculares. O alerta é do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), que convocou especialistas para apontar cuidados a serem observados pelos foliões. O excesso de maquiagem, uso inadequado de lentes de contato, queimaduras químicas causadas por sprays de espuma e pomadas modeladoras, além de exposições a traumas físicos, estão entre as principais preocupações relacionadas à saúde ocular durante o Carnaval.

Diante dessas ameaças, os especialistas do CBO prepararam dez recomendações para que quer aproveitar a festa com segurança. Wilma Lelis, presidente do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, destaca a importância de conscientizar o público de todas as idades. Segundo ela, mesmo quem não desfila na avenida, mas aproveita o tempo para descansar na praia, por exemplo, precisa estar atento.

“O carnaval exige atenção especial de quem se preocupa com a saúde. Além das orientações universais, como se manter hidratado, se proteger da exposição ao sol e garantir um tempo mínimo de repouso, o que ajuda na preservação da imunidade e diminui o risco de infecções, é crucial tomar cuidados específicos relacionados aos olhos", ressalta a presidente do CBO.

Dentre as recomendações para desfrutar do Carnaval sem comprometer a saúde ocular, destacam-se orientações que levam em conta os perigos do ambiente festivo, bem como potenciais problemas associados ao uso de cremes e cosméticos na área dos olhos. Para abordar essas questões, o CBO convidou dois experts: Elisabeth Guimarães, membro da Comissão Científica, e Bruno Campelo, membro da Comissão de Comunicação da entidade.

 

Para o folião prevenido, é importante ler o conteúdo a seguir:

1 – PROTEJA OS OLHOS DA EXPOSIÇÃO AO SOL - Considerando que grande parte das atividades acontece ao longo do dia, em ambientes claros e iluminados (como praias, clubes, cachoeiras, etc), é recomendado usar óculos de sol com proteção UV para proteger a visão dos prejuízos causados pela radiação solar.  No entanto, os oftalmologistas explicam: é preciso evitar itens falsificados e sem garantia de filtro ultravioleta com a proteção adequada.

Outra dica importante é dar preferência a protetores solares para a pele com fórmulas específicas para esportes, com composições que evitam o derretimento do produto em condições de calor extremo. Nessas situações, os produtos desenvolvidos para os atletas têm a vantagem de terem sido pensados para suportar o calor e o suor do rosto, evitando que o produto escorra para os olhos e cause irritações.

2 – EVITE ABRIR OS OLHOS AO MERGULHAR NO MAR OU NA PISCINA - O contato com a água do mar, de rios e de piscinas clorificadas, bem como a exposição em locais de vento intenso, podem resultar no ressecamento ocular e na entrada de partículas dentro dos olhos, causando irritação, vermelhidão ou a sensação incômoda de corpo estranho.

Como forma de proteção, o CBO lembra das vantagens obtidas com a proteção física garantida pelo uso de óculos de mergulho. Também se destaca a importância da aplicação de colírios lubrificantes, que têm papel crucial na higienização da superfície ocular, ajudando a eliminar partículas indesejadas. Caso os sintomas persistam, é aconselhável procurar atendimento especializado em oftalmologia na localidade em que se encontrar.

3 – PROCURE POR PRODUTOS APROVADOS PELA ANVISA – Nada justifica o uso de produtos não autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária e outros órgãos reguladores. Medicamentos ou cremes que não possuem esse selo de garantia podem até ser mais baratos e fáceis de encontrar, mas podem conter substâncias causadoras de irritação e até de queimadura química nos olhos.

Uma atenção especial deve ser dada às pomadas modeladoras de cabelo. Recentemente, houve crescimento no número de relatos em redes sociais e ambientes hospitalares que associam reações, como cegueira temporária, irritação e sensação de queimadura nos olhos, ao uso de pomadas modeladoras de diferentes marcas e fabricantes, o CBO divulgou orientações à população para evitar esse tipo de problema. Confira aqui a nota de alerta para o risco de complicações oculares após o uso de pomadas modeladoras.

4 –  USE MAQUIAGEM E COSMÉTICOS COM CAUTELA NA REGIÃO DOS OLHOS – Durante o Carnaval, é comum pesar na quantidade de maquiagem e outros produtos no rosto. O problema é que todos podem escorrer por conta do calor. Por isso, é importante optar com produtos em pó em lugar dos líquidos ou cremosos.

Em relação às tintas faciais, a recomendação é evitar a aplicação desses produtos na região dos olhos. Na hora da maquiagem, concentre-se no contorno dos olhos, mantendo uma distância adequada da pálpebra.

O glitter também pode ser perigoso para os olhos devido ao seu tamanho pequeno e fácil dispersão, podendo aderir à córnea e causar desconforto. Se isso ocorrer, utilize colírio lubrificante e, se a sensação persistir, evite remover sozinho, procurando imediatamente um pronto-socorro.

5 –CUIDADO COM PRODUTO QUE PODE CAUSAR QUEIMADURA NA CÓRNEA - Recente relato da atriz Regina Casé, no qual conta que sofreu queimadura química provocada pelo contato com cola de cílios, chamou a atenção para os riscos aos quais a visão está exposta. No caso, o produto adotado para a fixação caiu no olho esquerdo, causando uma lesão na córnea que a deixou sem enxergar por dois dias.

Além da cola de cílios, tintas, sprays de espuma e outros produtos podem provocar queimaduras químicas na córnea. Se houver exposição a substâncias corrosivas ou abrasivas, é essencial adotar medidas imediatas para preservar a saúde dos olhos. A primeira medida recomendada é lavar os olhos de forma abundante.

Esse processo de lavagem deve ser feito, preferencialmente, com soro fisiológico em abundância, mas em uma emergência, água corrente pode ser utilizada ao redor do olho. Posteriormente, é crucial procurar imediatamente um serviço de oftalmologia para uma avaliação especializada.

6 – REMOVA A MAQUIAGEM AO FIM DA FESTA - A maquiagem deixada por longos períodos na região dos olhos pode causar irritação, alergias e até mesmo infecções oculares. Além disso, quando acumulada pode obstruir as glândulas das pálpebras, levando ao desenvolvimento de terçol, inflamação ou outras condições oculares.

Shampoo neutro de bebê pode ser utilizado para eliminar os resíduos, informa o CBO. Caso use, lembre-se também da lente de contato, que deve ser colocada antes da maquiagem e retirada antes de removê-la. Além disso, após a limpeza da pele, aplique uma ou mais gotas de lubrificante ocular nos olhos para auxiliar na remoção das pequenas partículas que podem ter ficado.

7 – REDOBRE A ATENÇÃO COM AS LENTES DE CONTATO - As lentes de contato (corretivas ou estéticas) representam um corpo estranho nos olhos, exigindo atenção. No caso das rígidas, a principal preocupação é o deslocamento, que pode resultar do impacto do vento, uma queda ou da tentativa de recolocá-las. Para minimizar esse risco, os oftalmologistas aconselham usar óculos escuros para proteger os olhos do vento. Porém, se o deslocamento ocorrer, deve-se buscar um local seguro para remoção adequada.

Já quem utiliza lentes gelatinosas enfrenta desafios distintos. Essas lentes têm uma tendência a acumular resíduos, desde partículas no ar até restos de maquiagem e produtos químicos. O uso de lentes de descarte diário reduz o risco de contaminação, o que pode facilitar a higienização das lentes em ambientes adequados durante a folia.

Outra saída é levar um frasco de produtos de limpeza específicos na mochila, o que pode facilitar a higienização adequada das lentes durante a folia. Para quem prefere lentes de troca quinzenal, o cuidado com a limpeza deve ser redobrado, lavando-as bem e descartando se houver qualquer resíduo visível, garantindo assim uma proteção eficaz contra infecções oculares.

8 – LAVE AS MÃOS E EVITE COMPARTILHAR OBJETOS PESSOAIS – Em aglomerações, como no Carnaval, pode ocorrer a propagação de doenças infectocontagiosas e os olhos não estão imunes.  As conjuntivites são frequentes nesse período, disseminadas pelo contato direto pelo toque das mãos e compartilhamento de maquiagem.

Para evitar problemas oculares, os oftalmologistas alertam: é crucial evitar o compartilhamento de itens de uso pessoal, em especial os que são aplicados na região da face. Além disso, é preciso manter as mãos higienizadas para prevenir a contaminação dos olhos pelo contato com microrganismos, especialmente para quem usa lentes de contato. Assim, a higiene pessoal auxilia na segurança ocular.

9 – MANTENHA-SE HIDRATADO E BEM ALIMENTADO - A importância da hidratação e de uma alimentação saudável para a saúde ocular não pode ser subestimada. Manter-se bem hidratado é essencial para garantir o adequado funcionamento do sistema lacrimal e prevenir sintomas de olho seco.

10 – FIQUE ATENTO AOS SINAIS E SINTOMAS – Após a adoção de medidas, como lavagem dos olhos, se o desconforto ocular continuar faça uma visita à emergência oftalmológica. Há três sinais de alerta no olho que indicam problemas: vermelhidão, dor intensa ou visão embaçada. Diante de qualquer um deles, busque por assistência profissional, pois na tentativa de se resolver por conta própria, o quadro pode se agravar.

Lembre-se: a vermelhidão persistente pode apontar para irritações ou infecções, enquanto a dor intensa pode ser sintoma de lesões ou condições graves. Alterações repentinas na visão, como visão embaçada ou perda visual, demandam atenção imediata.


Deixe um comentário

Compartilhar artigo nas redes sociais

Outras publicações

Comunicado de descontinuidade de fornecimento de medicação oftálmica Oftalmologia em Notícias

Comunicado de descontinuidade de fornecimento de medicação oftálmica

CBO é eleito para integrar Conselho Deliberativo da AMB Oftalmologia em Notícias

CBO é eleito para integrar Conselho Deliberativo da AMB

Sociedade Mineira de Oftalmologia faz visita de esclarecimento a deputados Oftalmologia em Notícias

Sociedade Mineira de Oftalmologia faz visita de esclarecimento a deputados

Conselho Brasileiro de Oftalmologia | Todos os direitos Reservados 2024
Rua Casa do Ator, 1117 Cj. 21 CEP: 04546-004 São Paulo - SP
Tel:+55(11)3266-4000 | www.cbo.com.br | Politica de Privacidade


Facebook Twitter Linkedin Instagram Youtube

Você precisa estar logado para acessar essa página

FALE COM O CBO